Menu

Lua Nova em Aquário

Lua Nova em Aquário

Angela Nunes: Astros e Estrelas

“Não há passageiros na espaçonave Terra, somos todos parte da tripulação.” (Marshall McLuhan)

A semana começou em ritmo de ação: um novo ciclo lunar iniciou-se (04/02) com a Lua Nova em Aquário encerrando, finalmente, o tenso e complicado ciclo anterior. A Lua Nova é um momento de renovação, onde todas as condições para se iniciar algo de novo estão presentes. Mês a mês, a Lua se encontra com o Sol em cada signo, no seu caminho pela eclíptica. E de cada encontro surge uma nova semente que é germinada sob os princípios de cada signo. Como disse o astrólogo francês André Barbault, todo começo ou toda renovação no céu engendra necessariamente um começo ou uma renovação sobre a Terra. Por isso, esse é o momento propício para dar início a tudo que for novo, que estiver começando agora, pois uma oportunidade está sendo oferecida, com todas as possibilidades colocadas em jogo. É um momento de renovação geral de impulsos, onde as iniciativas podem e devem ser lançadas. Sendo Aquário um signo ligado às ações coletivas, o impulso se dá melhor no contexto social, comprometido com causas sociais ou que se façam através de grupos de pessoas unidas pelas mesmas idéias e objetivos. O que for feito na base da cooperação, visando o bem estar geral, será mais propício e com maiores chances de alcançar seu resultado. Além disso, o momento é de abertura para o que for mais progressista e melhor para todos. É com esta visão de grupo e de coletividade que devemos agir: se sairá melhor aquilo que visar a todos. É bom lembrar que a cooperação em Aquário se faz de maneira independente, respeitando-se a liberdade de cada um. A união é por uma mesma idéia, contexto, causa.

O planeta Mercúrio, também em Aquário e em conjunção com a Lua Nova, colabora atuando nesta mesma direção da abertura para novas idéias e modos diferentes de fazer as coisas, refletindo inventividade e induzindo a novos aprendizados e modos de pensar – é hora de mudar nosso ponto de vista.

A configuração celeste, de um modo geral, se mostra cada vez mais concentrada, ocupando apenas uma faixa de 130º do zodíaco – de Sagitário a Áries, havendo 4 planetas em seus domicílios. Portanto, é uma configuração potente, que não deixa dúvidas sobre sua direção social e coletiva. Júpiter em Sagitário, em sextil com a Lua Nova, traz empolgação e confiança, vontade de empreender. Porém, com Saturno em Capricórnio, é preciso fazer tudo segundo ditames de regras e leis, com base e de forma responsável. As novidades que forem propostas precisam também atender a critérios e ter uma finalidade visando eficácia e serventia.

A propósito, o número de habitantes do planeta mais que duplicou nos últimos 50 anos, passando de 2 bilhões e 500 mil em 1950 e atingindo 7.2 bilhões em 2011 (dados UNFPA). Isto deixa claro que não podem haver questões isoladas ou particulares, mas tudo afeta a todos em um planeta super-habitado e tecnológico. Estamos todos no mesmo “barco” e cada um precisa dar sua contribuição para o bem de todos. É como dizia o filósofo e educador Marshall McLuhan, “não há passageiros na espaçonave Terra, somos todos parte da tripulação.”

Nesse sentido, a cooperação coletiva é cada vez mais fundamental para a preservação da vida na Terra e para a sobrevivência do próprio planeta porque os problemas, e suas possíveis soluções, hoje são mundiais, globais, coletivas. Sendo Aquário um signo cujo princípio é a igualdade, é hora nesta Lua Nova de propor projetos que beneficiem a todos, pensando no bem estar social e humanitário.

É neste devir de tantas rotações e translações, na qualidade do tempo de Aquário, reiterada pela Lua Nova, que se enseja um novo comportamento, mais amigável, gregário, pensando não apenas no aqui e agora mas no futuro também.

Em 05/02/2019 Angela Nunes

 

 

(por www.rioinformal.com/angela-nunes/)

A visita do Rei de Gana

Estávamos acompanhando a visita do Rei Ashanti de Gana, Otumfuo Osei Tutu II, a chamada região da Pequena África.
Nesse sentido, o Rei e sua comitiva visitaram, no inicio da manhã, muito quente por sinal, o Instituto dos Pretos Novos, na Rua Pedro Ernesto, conhecida antigamente como Rua do Cemitério, pois, ali, era um cemitério, onde eram enterrados os escravos.
A comitiva real africana, ao entrar na parte lateral do instituto, tomou um susto.
Os diretores resolveram deixar em aberto – antes era tapado – uma parte onde se via um buraco, onde podia-se ver certas ossadas dos escravos falecidos por maus tratos.
Era um momento poderoso na diáspora.
Eles, a o rei e sua comitiva, ficaram tocados ao ver os corpos a flor da terra dos escravos escravizados.
Todos que estavam ali – diplomatas do Itamarati, militantes do movimento negro, pais e mães de santo, líderes do movimento social, artistas, músicos, enfim, todos – sentiram o mesmo diapasão dos efeitos sentidos pelos ganenses.
Axé
 

(por www.rioinformal.com/carllos-nobre/)

SALMÃO OU ATUM SELADO COM MOLHO TARÊ, CHIPS DE GENGIBRE E CEBOLINHA. 

Juca Paes Leme: Cheff

Nossa receita de hoje é super saudável e fácil fazer!!!!!

🐟🐟🐟🐟🐟🐟🐟

Anote essa receita🗒📃🗒📃
Ingredientes:
– 600g de lombo de salmão ou atum para sashimi.
– 20g de gergelim preto e branco torrados.
– 300ml de sakê
– 200ml de shoyu
– 200g de açúcar mascavo
– 60g de gengibre em lâminas

Modo de preparo:
1 Em uma panela média, coloque o sakê, o shoyu e o açúcar mascavo deixe reduzir até engrossar, cuidado para não cozinhar muito e ficar em ponto de bala, queremos um mel, fino e liso!!!! Deixe esfriar!!!
2 Em uma frigideira com pouco óleo doure o gengibre até ficar crocante, cuidado para não queimar. Reserve.
3 Em uma frigideira antiaderente coloque um fio de azeite e sele o peixe rapidamente deixando o interior bem cru, corte em fatias como sashimi coloque o molho tarê, o gergelim torrado, o chips de gengibre e a cebolinha picada e sirva!!! Como na foto 👆🏻👆🏻👆🏻👆🏻
Uma delícia 😋 😋😋

Gostou da nossa receita?? De um like 👍🏻

Eventos exclusivos nos chame pelo nosso WhatsApp (21) 98098.7269
Visite nosso site, link na bio👆🏻👆🏻👆🏻
www.chefjucapaesleme.com

#personalchef #chefjucapaesleme #gastronomia #receitacriativa #comidadeverdade

(por www.rioinformal.com/Juca Paes Leme/).

OBRAS DE ARTE E TEXTOS

Os verdes. As mutações que tanto significam em nossa vida. Os tons, os cheiros, os cantos, onde podemos ficar envoltos em sombra. E respirar. O lago, a brisa, o desenho da realidade de uma floresta quase intocada como a que vejo agora. O adeus a tudo que não esteja por aqui, o sim ao encantamento, ah, como é ele que sinto existir por dentro dessas árvores! Encontro? Reencontro? Sábia caixa de luz e som, útero da mãe Natureza, amparo. Sim, aqui gostaria de estar agora – e em muitos, inúmeros outros momentos.

 [Eliana Mora, 30/1/2014]

Art_Isaac Levitan

(por www.rioinformal.com/Eliana Mora/)

Receita Suíssa

🇨🇭🥔🇨🇭🥔🇨🇭🥔🇨🇭
Hoje vamos falar de uma receita típica suíça 🇨🇭 🇨🇭🇨🇭que deixa muitos cozinheiros sem conseguir o ponto certo da batata ou não conseguem deixar ela crocante, estamos falando da batata rösti. Para desmistificar essa deliciosa receita vou começar passando as técnicas de cozimento, manipulação e armazenamento da batata. 🥔🥔🥔🥔

Para começar a batata ideal para fazer a rösti aqui no Brasil é a Asterix, por ela ser uma batata mais seca e com mais amido, ela nos auxilia na hora de fazer a rösti.

Então vamos começar, seguindo os passos: 
📃🗒📃🗒📃🗒📃
Modo de preparo:
Em uma panela grande coloque água e deixe ferver, após a água estar fervendo adicione as batatas e deixe cozinhar por 20 minutos, depois escorra as batatas coloque em um recipiente seco deixe esfriar leve a geladeira por pelo menos 6h. Depois com as batatas descansadas por esse tempo descasque pegue um recipiente de preferencia de aço inox deixe no freezer ou na geladeira para ele ficar gelado e rale a batata no ralador grosso dentro deste recipiente gelado volte com a batata ralada para geladeira.

Agora que você já tem sua batata ralada, é só deixar a criatividade fluir e criar deliciosas batatas röstis. Lembrando que a batata rösti pode servir como entrada ou um ótimo acompanhamento ou até como prato principal. Segue receita de batata rösti tradicional.

Rösti Tradicional:
Ingredientes:
300g de batata rösti para preparo
Azeite
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
Em uma frigideira anti aderente coloque o azeite e deixe ficar bem quente, tempere a batata com sal e pimenta branca, em seguida cubra toda a frigideira com a batata temperada (cuidado para não mexer muito na hora de temperar a batata não pode virar um purê) , com o auxilio de uma espatula de a forma da frigideira na batata, deixe ela dourar, vire a batata coloque mais azeite pelas bordas da frigideira e deixe dourar do outro lado, retire do fogo e sirva.

Dica de acompanhamento: carnes com molhos, vitela com molho de cogumelos 🍄 🍄🍄. E por aí vai a sua criatividade. Deixe ela fluir!!!
Gostou do post?? Deus like👍🏻👍🏻👍🏻👍🏻
Site na bio👆🏻👆🏻👆🏻
www.chefjucapaesleme.com
#chefjucapaesleme @ Rio de Janeiro

(por www.rioinformal.com/Juca Paes Leme/).

Fevereiros

A força de Maria Bethânia no documentário Fevereiros, de Marcio Debellian, é de arrepiar aos mais céticos e emocionar até as lágrimas aos que acreditam na força da religiosidade. O filme se passa durante a preparação e o desfile da Escola de Samba Mangueira, no Carnaval de 2016, cujo enredo foi a cantora baiana e que alcançou a vitória na Marques de Sapucaí.

Em paralelo ao carnaval do Rio de Janeiro, o filme acompanha Maria Bethânia na preparação da festa de Nossa Senhora da Purificação, na Bahia. Com imagens de arquivos e depoimentos de amigos e familiares da cantora, o filme é uma grande homenagem e um respeitosa reverência a Bethânia, com sua energia e determinação, com o sincretismo religioso que vai do catolicismo ao candomblé e sempre acompanhado pela poesia e a boa música. Uma cultura de um Brasil maravilhoso e tolerante – o que precisamos muito nesse momento. 

Estamos em fevereiro, corra para o cinema.

Scroll Up