Menu

Sol em Sagitário: tempo de se aventurar

A Astrologia está ligada ao tempo mas, para além de uma mera contagem, considera suas qualidades e significados. Norbert Elias, em sua obra “Sobre o Tempo”, o descreve como algo que não se pode tocar, ver, ouvir, nem mesmo sentir o gosto e o cheiro. Sendo algo não perceptível aos sentidos, mesmo assim é utilizado como meio de orientação para nós, que estamos inseridos numa sucessão de processos físicos e sociais. Daí a importância de podermos identificar e entender seu desenrolar nessa junção daquilo que não muda – o arquétipo, a essência, o fundamento – com o que muda constantemente e irrevogavelmente – os acontecimentos, o correr da vida. Em dezembro, até o dia 22, a qualidade deste tempo chama-se Sagitário, ou seja, o Sol está no signo tropical de Sagitário. Os outros planetas, de Mercúrio a Plutão, estão em outros signos, mas o Sol é a nossa estrela e é ele que nos inscreve de forma prioritária nesta cadência de qualidades que é o zodíaco, cujos ritmos evoluem durante o ano. Sendo o Zodíaco um repositório de situações da vida humana, a cada signo uma vivência fundamental vem ser lembrada, estimulada por seu arquétipo, para que seja posto em prática e implementado mais uma vez. Sagitário é um signo do elemento Fogo, expansivo e seu símbolo – um centauro apontando uma flecha para o infinito – nos ajuda a entender seu significado.  Meio animal e meio humano, mostra sua forte ligação com a terra e a matéria, mas deixa muito claro que seu objetivo é expansionista, mirando o arco para as estrelas, no intuito evidente de se lançar em aventuras, aprender mais, ir além das fronteiras conhecidas. Essa tendência do signo molda os nativos mais afeiçoados a viagens, a colocar os pés na estrada, para conhecer outras culturas e adquirir novos conhecimentos.

Sagitário sendo um princípio que reflete confiança na vida e entusiasmo, nada com os sagitarianos fica por pouco ou por menos – ao contrário, seus projetos são sempre grandiosos, preferindo pensar grande. Para eles a prosperidade é uma condição plenamente alcançável e, se alguma coisa não sai bem, seu ponto de vista é de que o dia seguinte será sempre melhor. Desse modo, são dotados de espírito realizador e empreendedor, acreditando no que fazem e contagiando favoravelmente os outros a sua volta. Muitos sagitarianos são homens que acreditaram numa idéia ou num projeto e, quando outros desistiriam facilmente, de algum modo se agarraram em sua fé e otimismo para levá-las adiante, acabando bem sucedidos.  Em sua sede por crescer e alcançar condições mais abrangentes, são entusiastas em viagens e no contato com culturas e conhecimentos diferentes. Seu impulso básico visa sempre ir além e ampliar os horizontes.

Assim, a época de Sagitário vibra de um modo geral com este clima de crescimento e desenvolvimento em âmbito coletivo, proporcionando um período favorável para ir além do que conhecemos, nos lançando em realizações de novos empreendimentos.

SIGNO DE SAGITÁRIO:

Planeta regente: Júpiter

Período: 22 nov a 22 dez

Elemento: Fogo

No corpo humano Sagitário rege: fígado, quadris, pernas, plasma sanguíneo

Palavras-chave: alvo, direção, meta, aventura, prêmio, velocidade, expansão, otimismo, sorte, conhecimento, prosperidade, crença

Símbolos: a flecha, o centauro

Cores: púrpura

Pedras: turquesa, topázio

Metal: estanho

Plantas: aspargos, noz-moscada, malva, castanheiro, morango, cana-de-açúcar

Flores: cravo, margarida, jacinto

Perfume: cedro, sândalo, pinho

Ervas: cravo-da-índia, eucalipto, eufrásia

Aromas: violeta e jasmim

Relacionamento: mais fluente com Leão e Áries, Libra e Aquário

Sagitarianos famosos: Britney Spears, Angélica, Silvio Santos, Joãozinho Trinta, Walt Disney, Emmerson Fitipaldi, Brad Pitt, Luma de Oliveira, Roberto Marinho, Oscar Niemeyer, Dilma Roussef

Em 03/12/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes)

Ciclo de Libra – Lua Cheia em Áries

Enquanto os planetas lentos caminham de forma inexorável em seus ciclos descendentes, rumo à máxima concentração – estarão num arco de apenas 100 graus em Janeiro/2020 – os ciclos lunares mensais fazem o trabalho de formiguinhas, confeccionando o nosso dia a dia. A construção diária da vida evolui com mais prontidão, mas nada se reproduz do mesmo modo. No ciclo da Lua, a forma dos acontecimentos se repete igual – Lua Nova, Crescente, Cheia e Minguante – mas a evolução é sempre outra. De todos os ciclos, o Lunar é o mais próximo, com os eventos ligados à nossa rotina e assuntos diários.

O ciclo atual da Lua Nova em Libra, que começou em 28/09, ocorre no signo do equinócio de setembro. Há ao mesmo tempo uma mudança de estação e, no hemisfério sul, entramos na primavera. Assim, Libra representa o equilíbrio, os pratos da balança celeste que se igualam. Sendo um princípio de ponderação e partilha, a expectativa em torno deste ciclo liga-se aos entendimentos e acordos. Mas, ao contrário, o que enfrentamos é uma ocasião de tensões e, no máximo, de uma falsa harmonia, talvez para nos mostrar que as coisas não estão bem equilibradas. A Lua Cheia, que é o ápice do ciclo, em sua fase plena, ocorreu em 13/10, no signo de Áries. O Sol em Libra e a Lua em Áries preconizam parceria com iniciativa e divisão equânime – a iniciativa pessoal operando num contexto social. No entanto, a Lua Cheia forma uma quadratura T com os planetas lentos em Capricórnio – Saturno e Plutão – acarretando um clima tenso, com conflitos e medições de poder, bem o oposto do que o Sol em Libra reflete, com os aspectos tensos prevalecendo. Mas um trígono de Júpiter pode amenizar essa situação, criando caminhos que podem favorecer os fatos.

Signo de Libra

O signo de Libra, em harmonia com os ciclos da vida na Terra, marca o equilíbrio da Roda Zodiacal, o meio-caminho do Sol em sua jornada, simbolizando justamente a busca do outro, de realização de acordos, da necessidade de se atender a todos os lados de uma forma justa e equilibrada, com bom senso. Sendo um signo do elemento Ar, Libra se volta para os relacionamentos e as alianças, valorizando as associações e a vida social.

O signo de Libra vem nos lembrar que cada um de nós precisa se complementar com parcerias, sejam pessoais ou públicas, pois é através delas que nos espelhamos, adquirindo estabilidade e equilíbrio.

Simbolismo de Libra

Planeta regente: Vênus

Período: 22 set a 22 out

Elemento: Ar

No corpo humano Libra rege:  rins e glândulas supra-renais

Palavras-chave do signo: aliança, relacionamento, acordo, cooperação, casamento, harmonia

Símbolo: a balança, a aliança

Cores: azul claro, branco, tons pasteis, turquesa

Pedras: quartzo branco, safira branca e zircônio branco, opala, jade branco, alabastro, água marinha

Metal: cobre, bronze

Plantas: morango, videira

Flores:  rosa branca, flor-de-lis, amor-perfeito, hortênsia

Ervas: malva

Aromaterapia: rosa, jasmim, verbena, violeta

Relacionamento: mais fluente com Aquário e Gêmeos, Sagitário e Leão

Librianos  famosos: Vinícius de Moraes, Brigitte Bardot, John Lennon, Gal Costa, Catherine Deneuve, Zac Hanson, Sting, Julie Andrews, Susan Sarandon, Fernanda Montenegro, Gwyneth Paltrow, Matt Damon, Miguel Falabella, Will Smith

14/10/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes)

Signo de Virgem: Ciclo Lunar da Lua Nova em Virgem – 30/08 a 27/09/2019

A Lua é uma companhia celeste conhecida, esperada, que nos acalenta, e cuja presença no céu nos traz todo mês sentimentos familiares. Depois que foi visitada pelos astronautas das missões americanas, russas e, mais recentemente, pelas sondas chinesas e japonesas, mais ainda tem se tornado próxima, quase íntima, além de nos proporcionar belas visões do nosso lar – a Terra.

Mas ela também é uma aliada do nosso dia a dia por uma outra razão: sua trajetória cíclica pelo céu, nos encontros e afastamentos ao Sol, nos proporciona etapas do mês que possuem significados simbólicos, e podem ser seguidos por nós como qualidades do tempo. Ou seja, cada etapa das fases lunares nos proporciona uma analogia com circunstâncias da vida diária que podem ser melhor aproveitadas, que nos sugerem atitudes e tarefas mais apropriadas para cada época. Na Lua Nova podemos iniciar projetos com mais propriedades, na Crescente eles se desenvolvem melhor, na Cheia dão seus resultados e na Minguante nos dão seu feedbackpara futuros projetos – o que aprendemos nisso e pode ser utilizado depois. 

Estamos no ciclo da Lua Nova em Virgem, que se iniciou em 30/08 – e agora já estamos no Quarto Crescente (06/09) deste ciclo. De modo diferente do último ciclo (de 01/08 a 29/08), onde Urano marcava reviravoltas e tomada de rumos inesperados, com possíveis rupturas, neste ciclo atual da Lua Nova em Virgem o mesmo Urano está presente mas para trazer progresso nas iniciativas, abrindo caminho para as novidades – é um aliado para avançarmos. Além disso, Saturno em Capricórnio, também signo de Terra, vai garantir alguma eficácia e possibilidade de consolidação das coisas, isto é, fazer algo que gere continuidade e efeitos prolongados. Isto vale até o final deste ciclo (em 27/09). Co-existem duas tendências neste ciclo, que funcionam respectivamente: os trígonos de Terra, que patrocinam iniciativas práticas, objetivas, visando eficácia e resolução clara e detalhada das coisas, e a figura da quadratura entre Júpiter e Netuno, este último em oposição aos planetas em Virgem, formando uma quadratura-T, cujo foco é Júpiter. Esta quadratura está presente no céu desde o início deste ano (07 jan 2019) e agora, com Júpiter já direto, vai para seu último período em que fica exato (14 a 28 de setembro). Sabemos o que isto tem representado: confusões, enganos, escândalos, perplexidade, mais fake news, sensação de desorientação. Está sendo uma forte característica deste ano. O quadrado-T traz também idealismo e criatividade, mas igualmente dá vazão a fugas da realidade em busca de alívio para as dificuldades e frustrações. Portanto, será preciso lidar com essas tendências de oscilar entre a realidade e o imaginário. As duas são fortes mas devemos nos concentrar em manter os pés no chão, com uma atitude prática e realista – características do signo de Virgem.

Já durante a Lua Cheia (14/9 – vai até 20/09) em Peixes, conjunta com Netuno e oposta aos planetas em Virgem, a quadratura Júpiter/Netuno estará bastante mobilizada, infiltrando o ambiente com excesso de sensibilidade, pendendo mais para o lado da idealização e ilusão. Isto é favorável para a criatividade, mas não para as notícias.  

Neste mesmo dia da Lua Cheia (14/09), Mercúrio e Vênus mudam de signo ingressando em Libra. Isso pode proporcionar um clima mais cordial, de entendimento, preparando a entrada do Sol em Libra (23/09), quando ocorrerá o Equinócio. 

Signo de Virgem:

Período: 22/08 a 22/09

Planeta regente:Mercúrio

Elemento:Terra

No corpo humano Virgem rege:os intestinos (depuração), aparelho gástrico

Palavras-chave do signo:trabalho, método, detalhe, perfeição, pureza, organização, precisão

Símbolos:o grão, o trigo, a virgem

Cores: bege, palha, verde, verde-musgo, castanho, areia

Pedras:jaspe, ágata, turmalina verde

Metal: mercúrio, níquel

Plantas:milho, trigo, cevada, aveia

Flores:azaléia, mandrágora, lírio

Ervas:valeriana, erva-cidreira

Aromaterapia:camomila, cânfora, eucalipto

Perfume: lavanda

Relacionamento:mais fluente com Touro e Capricórnio, Câncer e Escorpião

Virginianos  famosos: Ronaldo, Fernandinha Torres, Glória Pires, Michael Jackson, Tony Ramos, Richard Gere, Keanu Reeves, David Coperfield, Andréa Beltrão, Maria Rita, Hugh Grant, Luana Piovani. O mapa do Brasil tem o Sol localizado em Virgem.

Em 08/09/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes)

Signo de Leão: Lua Nova entre Vênus e Marte

A Astrologia nos encanta – sempre, e cada vez mais. Vinda de um passado distante, até hoje guarda um frescor incomparável – e renovado. Sendo da ordem das essências, não envelhece, mas agrega sentido vertendo sua luz sobre o nosso dia a dia. Por sua ligação com os acontecimentos futuros, com aquilo que há de vir – como vai ser o nosso dia, o nosso mês, o nosso ano, etc, nos mobiliza pelo desejo de saber qual a nossa direção, o que nos espera. E essa vontade do desejo é muito forte e emocional, por isso está sempre presente, nunca acaba.

A propósito do desejo, estamos na época do ano em que o Sol está no signo de Leão – até o dia 22/08. Sendo o signo que o próprio Sol rege, a época do Sol em Leão reflete pra nós a amorosidade, o desejo, o prazer, o brilho e a alegria claramente solares e expansivas, próprias também do elemento Fogo. Para os leoninos, essa é a ocasião especial de seu aniversário, quando o Sol retorna ao seu grau natal, e eles sentem estes impulsos de forma mais acentuada. Porém, para todos nós, este é um tempo para nos valorizarmos de forma pessoal, pelos nossos talentos, e buscar em nós onde brilhamos de modo mais intenso e pessoal. Tudo que fazemos e iniciamos nessa ocasião reflete as características leoninas de vibração e expansividade, coisas que fazemos com amor, porque gostamos. E estão ligadas com algum talento nosso pessoal.

O ciclo da Lua (Nova em Leão) iniciou-se em 01/08. Neste grau 08°37’ de Leão, a Lua Nova recebeu a quadratura de Urano, o que marca todo este ciclo e pede mudanças, clamando por novas atitudes e propostas. É preciso se ficar atento à necessidade de renovação, à realização de algo diferente porque, se assim não for, as tensões de Urano tendem a romper com o que mostrar resistência à mudança, e realizá-la a qualquer preço. Esta é uma característica deste ciclo, e vale até 30/08.

Mercúrio retomou seu movimento direto também no dia 01/08, no mesmo dia da Lua Nova, o que ajuda as coisas a fluírem com mais facilidade, diminuindo a nossa tensão. Junto com a Lua Nova, libera-se uma ocasião mais solta e promissora. É preciso dizer que Urano na quadratura com a Lua Nova, não deixa de trazer oportunidade e progresso, só que de uma forma mais tensa e talvez inesperada, levando a mudanças de planos.

Vênus e Marte (este até o dia 17/08) também estão em Leão, o que deixa este signo mais vibrante. Júpiter, que retoma o movimento direto em 11/08, posicionado em 14° de Sagitário, favorece a passagem de Sol e Vênus (até 09/08) por este grau, merecendo investimentos e projetos que adquirem perspectivas de crescimento. Promovem também os assuntos de Leão, como amor, artes e talento pessoal, assim como comemorações, festas, diversão em geral. Os dois estão conjuntos até 17/08, agora mais afastados das tensões de Urano. Mas as marcas de Urano ao ciclo permanecem até o final, demandando ações que tragam mudanças e inovações.

SIGNO DE LEÃO:

Regente: Sol

Período: 22/07 a 22/08

Elemento: Fogo

No corpo humano Leão rege: o coração

Palavras-chave do Sol em Leão: identidade, centro, autoconfiança, força, vida, alegria, brilho, amor, prazer, arte, nobreza

Símbolos: a juba do leão, símbolo de sua imponência, e a coroa

Cores: amarelo, dourado, laranja e vermelho

Pedras: diamante, topázio, rubi, olho-de-gato transparente (amarelo-ouro)

Perfume: olibanum, sândalo

Metal: ouro amarelo

Flores: girassol, narciso, lírio amarelo, bem-me-quer, heliotrópio, margarida

Ervas: alecrim (revigorante), erva-doce, camomila, eufrásia

Aromaterapia: sândalo (sensualidade, atração), melissa (estimulante), violeta (afrodisíaco, auto-confiança), benzoim (energizante)

Relacionamento: mais fluente com Áries e Sagitário, Gêmeos e Libra

Leão no céu: a constelação brilha tanto quanto o signo: Régulos, sua estrela principal, representa o coração do Leão, e quer dizer “reizinho”, sendo na verdade uma estrela tripla (três sóis)

Leoninos famosos: Elba Ramalho, Caetano Veloso, Mick Jagger, Madonna, Rodrigo Santoro, Ed Motta, Rainha Elizabeth, Daniela Mercury, Bill Clinton, Jennifer Lopez, Sandra Bullock, Antônio Banderas,Robert Redford, Barack Obama

Vídeo: “Leãozinho” com Caetano Veloso e Maria Gadú

https://www.youtube.com/watch?v=A1WDI3vmbVI

Em 05/08/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes)

Solstício de Inverno do Hemisfério Sul – Sol no signo de Câncer

Estamos no Solstício de Inverno do Hemisfério Sul – o que na prática significa dizer que houve uma mudança de estação: estamos no inverno. Nessa época, os dias ficam mais curtos e as noites mais longas no hemisfério sul. No hemisfério norte é o contrário. Mas o que significa essa palavra “Solstício”? A palavra solstício vem da composição das palavras em latim sol + sistere, que significa “sol que não se mexe”. Realmente, visto da Terra, ele parece “parado” por três dias, inclinado no céu para a direção norte, para depois então retomar o seu movimento de volta ao sul – isto é quase imperceptível pra nós, no nosso dia a dia. Porém, sentimos sim a diferença na quantidade e qualidade da luz, na sensação térmica (mais ou menos calor/frio) e na altura do Sol no céu. Se formos atentos, perceberemos que o arco que o Sol descreve no céu durante o dia é muito mais inclinado no inverno do que no verão, quando ao meio-dia ele estaria à pino – ou zênite. Já no inverno, ao meio dia ele está inclinado para o norte. São efeitos da inclinação da Terra em sua viagem em torno do Sol. Pode não parecer muito importante saber disso, mas é uma questão de consciência maior de que viajamos pelo espaço numa nave mãe chamada Terra, em torno de uma estrela que chamamos de Sol. E que o Sol, com seus planetas, está no braço externo de uma galáxia que chamamos de Via Láctea. Saber disso é uma questão de conhecer nosso endereço cósmico, e estar sincronizado com o Cosmo ao qual pertencemos. Isso não resolve os “porquês” mas aumenta nossa capacidade de percepção, abre a nossa mente.   

Este movimento do Sol, que gera as estações, é aparente, sendo na verdade o movimento da Terra em torno do Sol durante o ano. Devido ao fato da Terra girar inclinada sobre seu eixo (ver figura), isso faz com que os hemisférios norte e sul, ao longo de uma órbita completa da Terra, recebam quantidades diferentes de luz solar, diretamente proporcional a cada época do ano – o que dá origem às estações.

E o que a Astrologia tem a ver com isso? Os quatro pontos onde a linha da eclíptica (o Sol em seu caminho pelo céu) corta o equador (ver figura) são onde há uma mudança de estação – que são quatro: dois equinócios e dois solstícios. Esses pontos estão associados ao Ano Astrológico, através de seu início – Áries, no dia 22/03 – e aos outros três signos que compõem a Cruz Cósmica: Câncer, Libra e Capricórnio, de modo que são pontos astronômicos e astrológicos, o que liga a Astrologia ao céu e à natureza. Além disso, na ocasião em que estamos – inverno no hemisfério sul e verão no hemisfério norte – o Sol inclina-se para o norte na direção do Trópico de Câncer (ver figura), que é um paralelo situado acima da linha do equador na latitude 23,4372°N. A denominação do trópico está associada ao signo no qual o Sol percorre nesta época – signo de Câncer. Os outros signos que compõem a Cruz Cardinal são Áries, Libra e Capricórnio.

O Sol em Câncer reflete um princípio de recepção, que se traduz em um momento de sensibilidade e envolvimento, onde ligações por laços e vínculos emocionais se tornam mais importantes. Tudo que diz respeito à memória, ao passado, bem como a ligações familiares, nossa origem, nossa família, onde nascemos, estão ativados. A família está no foco das atenções assim como a casa, tanto presente como passada, com todos seus assuntos domésticos. O sentimento que une as pessoas por seu passado e uma história em comum se sobressai nessa época, trazendo à memória lembranças e recordações de pessoas e lugares por onde passamos, de onde viemos.                 

 

 

Signo de Câncer:

Planeta regente:aLua

Período: 21/06 a 22/07

Elemento: Água (sentimento)

No corpo humano Câncer rege:útero, seios, estômago, ventre

Palavras-chave do signo:mãe, família, passado, origem, ninho, casa, proteção, memória, álbum de fotografias

Símbolos:o caranguejo, a ostra, a concha

Cores: rosa, bege-rosado, branco, branco-levemente prateado

Pedras: pérola, quartzo branco, pedra-da-lua, cristal branco, madrepérola

Metal: prata, platina

Plantas:alface, melancia, melão e todas as plantas que crescem na água

Flores:rosa branca, rosa chá, rosa cor-de-rosa, madressilva, lírio branco

Ervas: artemísia (ajuda a renovar os ânimos), em banhos e chás; camomila, pela ação calmante e digestiva.

Aromaterapia:aromas de rosa (contra tensão nervosa) e violeta (desperta autoconfiança)

Relacionamento:mais fluente com Peixes e Escorpião, Touro e Virgem

Cancerianos famosos: Gisele Bündchen, Ana Paula Arósio, Princesa Diana, Tom Hanks, Sônia Braga, Isabelle Adjani, Jerry Hall, Tom Cruise, Meryl Streep

Vídeo:

“Meu Pequeno Cachoeiro” – Roberto Carlos

https://www.youtube.com/watch?v=GeabH5T520g

 

 

 

 

 

 

Angela Nunes

27/06/2019

(por www.rioinformal.com/angela-nunes)

Lua Nova em Touro: com açúcar e com afeto

Esta semana já estamos com um novo ciclo lunar em andamento, finalmente num contexto mais estável e produtivo. De fato, Touro é um signo de Terra, com a qualidade fria predominando sobre o seco – portanto uma estrutura receptiva e orgânica – oferecendo uma base material sólida porém moldável. A Lua Nova (Lua conjunta ao Sol) no signo de Touro (05/05/2019) reflete pra nós uma ocasião para se “colocar a mão na massa” literalmente, visando dar soluções na prática para necessidades concretas. Mas isto precisa ser feito de uma forma construtiva e edificadora, com fundamento nas necessidades da vida concreta e real – em ritmo de tijolo por tijolo, de preferência.  Além disso, a lunação ficou marcada por um trígono com Saturno em Capricórnio, o que estimula e contribui ainda mais com a estabilidade, a duração no tempo, a conservação, qualidades do momento que se desdobram por todo este ciclo. Tudo o que for iniciado agora absorverá estas tendências. Coletivamente, tudo isso cria condições de facilitar a abordagem de nossas graves questões de sustentabilidade e preservação da natureza e do nosso planeta. Esse é um bom momento para propostas que, plantadas agora, poderão gerar frutos saudáveis e recuperáveis de médio a longo prazo,  mesmo em meio à forte pressão mundial de desconstrução e aparente retrocesso, num ambiente eivado por Saturno (no momento retrógrado) e Plutão.  Mesmo assim, temos nossos trunfos dos quais podemos lançar mão, com Urano no signo de Touro: se bem utilizado, tecnologias sim, mas a nosso favor, e não contra nós. As inovações que nos ajudem a sair desta equação perversa, e talvez falaciosa, de sustentabilidade X crescimento econômico são viáveis agora, mais do que nunca. Soluções inovadoras e práticas, que tragam progresso, são possíveis sim – mas isto está só começando.  

O céu, movendo-se em uníssono enquanto avançamos neste ciclo, apresenta Mercúrio ingressando em Touro, e logo encontrando com Urano no início deste signo. Embora seja um trânsito rápido, de 2/3 dias, contribui com uma dinamização em termos de novas idéias e possibilidades de negociações inovadoras – bom para o comércio. Mas só para quem souber inovar. Vênus trígono Júpiter, entre 08 e 10/05, promete dias agradáveis, alegres, de boas realizações de desejos, favorável também aos relacionamentos. Como sempre, isto está sujeito aos outros aspectos e, em nível pessoal, ao mapa natal de cada um de nós. Porém, está presente no geral e coletivo. Entre 12 e 16/05, aumentam os bons agouros para relacionamentos e no dia 15/05, a doce Vênus, ainda em sextil com Marte, ingressa em seus próprios domínios – Touro, seu domicílio. Isto certamente fala muito de afetos, de fazer tudo com docilidade e prazer, mesmo diante do encontro com o inusitado Urano (entre 17 e 19 de maio), que pode trazer muitas novidades e gosto pelas coisas diferentes. Mas Vênus em Touro fala também de sensualidade, apego, conforto e valores – mesmo os materiais – tudo isto com uma tônica associada à solidez e segurança, à manutenção da vida material. Há uma tendência à conservação e estabilidade. A alimentação, a boa comida – também entram aí como um fator importante. Na presença de Urano, mais uma vez, pode haver uma mudança nesses valores, principalmente em função do que for mais saudável, menos contaminado e artificial.

Enquanto isso, Marte alcança o signo de Câncer no dia 16/05. Sendo um signo de característica emocional, o impetuoso Marte pode estranhar o excesso de sensibilidade – para ele. Porém, o signo não apaga nunca o significado do planeta, apenas indica como ele vai atuar. Em Câncer, ele não age diretamente, mas reage, inclusive para se proteger. Marte em Câncer também luta para proteger o que lhe é familiar, as pessoas próximas. Pode ser assertivo sim, quando se sentir seguro e tiver suporte. Marte em Câncer aciona questões familiares, de ancestralidade e de vida íntima. Ele faz aspecto fluente com Urano entre 20 e 24/05, o que lhe confere mais mobilidade e capacidade de atuar de modo novo, inovando um pouco as tradições cancerianas.

Já no dia 21/05 o cenário muda, com o ingresso do Sol e de Mercúrio em Gêmeos. Sendo um signo de Ar, mutável, planetas em Gêmeos aceleram o ambiente, conferindo variação. Há um maior interesse pelos contatos e pela rapidez em tudo, principalmente em nível de informação.   

No dia 18/05 teremos a Lua Cheia do ciclo de Touro – portanto, em Escorpião (27°39’ Escorpião, 18:12 hs). Este é o ponto em que o ciclo está pela metade, seu momento de maior atividade, quando todas as energias tendem à manifestação externa. Parcerias são bem vindas. É uma ótima ocasião para eventos, encontros, comemorações e todo tipo de atividades sociais.

Em 06/05/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes)

*Nota em homenagem à astróloga Lucia Xavier (1955-2019)

Esta semana nossa comunidade astrológica do Rio de Janeiro sofreu uma perda chocante e irreparável – ficamos todos consternados. A astróloga Lucia Xavier – e sua netinha Julia – foi mais uma vítima da tormenta que se abateu sobre nossa cidade na 2ª feira à noite – ela estava dentro de um táxi na Av. Carlos Peixoto, perto do Shopping Rio Sul, quando houve um deslizamento.

Lúcia era uma pessoa com brilho próprio, com uma alegria de viver e confiança inigualáveis na vida. E isso transparecia na esfuziante figura desta ariana, que irradiava sempre uma aura de alegria sem par.

Convivi com ela semanalmente por anos, na Escola de Astrologia Espaço do Céu de Celisa Beranger, além dos vários eventos em que participamos.

Foi no Espaço do Céu que pude usufruir de seu entusiasmo pela Astrologia e com as questões da existência que são tão caras para nós, astrólogos. Com uma coragem incomparável, sempre disposta a enfrentar as dificuldades quais fossem, estava ciente, como todas nós, de que o imponderável faz parte da realidade, sendo uma possibilidade sempre presente.

Por isso mesmo, Lucia jamais cederia a viver menos do que sua intensa personalidade clamava – em qualquer tempo, qualquer estação. Ficam para nós, até como ensinamentos, as lembranças da sua presença instigante, alegre e vibrante, sempre disposta a ver o melhor da vida, sempre sintonizada com o céu e as estrelas – como nesta foto tirada por ela, quando em nossa companhia – minha e da astróloga Beth Caparelli – ela se entusiasmou com a beleza da Lua Crescente em Aquário e fez questão de registrar. Sempre esteve e estará com os astros e as estrelas.

Foto tirada por Lucia Xavier em 13/12/2013 no Largo do Machado/RJ – Lua Crescente em Aquário
Foto de Lúcia Xavier e grupo no Espaço do Céu: da esquerda para a direita, Elizabeth Caparelli, eu, Celisa Beranger e Lucia Xavier, em 05/10/2013.

Em 12/04/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes/)

Primeiro Ciclo Lunar do Ano Astrológico – Lua Nova em Áries

 O atual ciclo teve início na Lua Nova, que começou em 05/04/2019 (05:50 AM). Este novo ciclo se repete todos os meses entre a Lua e o Sol, mas de modo diferente. Qual é a diferença? É que a cada mês a Lua encontra com o Sol em um novo signo, percorrendo todo o zodíaco – um signo diferente a cada mês. Como o encontro da Lua com o Sol representa o encontro do feminino – Lua – com o Masculino – Sol – significa uma semeadura. Portanto, a Lua Nova planta uma nova semente diferente a cada mês, seguindo um sentido que é dado pelo zodíaco. Sabemos que o Ano Astrológico, que difere do Ano Civil (dezembro/janeiro), começa quando o Sol ingressa no signo de Áries – que é o primeiro signo do zodíaco. O começo do Ano Astrológico ocorreu em 21 de março, mas a Lua ainda estava em Peixes, no signo anterior. Só depois é que ela chegou para encontrar com o Sol e iniciar um novo ciclo lunar, reforçando o início do ano. Esta Lua Nova no signo de Áries é a primeira Lua Nova do Ano Astrológico. Significa dizer que este ciclo inicial, em Áries, é a primeira semente plantada neste novo ano, por isso sua força e importância. Ela promove o impulso inicial de propostas e projetos. As Luas Novas são sempre ocasiões de inícios, mas a primeira Lua Nova do ano é, sem dúvida, um momento de importância especial pro começo das coisas, movimentando tudo para a frente, aplicando esse ímpeto ariano dos inícios e a impulsividade necessária para dar a ignição primeira, trazendo sua participação ao lançamento do novo Ano Astrológico.

Podemos aproveitar para impulsionar nossos próprios projetos, colocando em prática o que queremos fazer – até mesmo, durante todo este ano. Porém, como a natureza tem seus caprichos, este ímpeto criativo precisará avançar não como gostaria, como uma força independente, mas antes, também com cautela. Um aspecto tenso de Saturno em Capricórnio, signo que ele mesmo rege, marca este momento e a lunação inteira, que vai até 04 de maio (quando começa o próximo ciclo). Deste modo, uma iniciativa que se dê a resultados, precisará contar com uma base ou estrutura anterior, um planejamento que seja, sob pena de não se sustentar.

E no Quarto Crescente, que começa em 12/04, o que foi proposto antes e ainda se sustenta e se faz presente, poderá ganhar força e ir adiante, crescer e se desenvolver. Essa é a fase mais movimentada, em que todos os recursos que temos são aplicados em nossos objetivos a fim de vê-los alcançados. Inclui ajustes, resolução de conflitos, adequações e escolhas. Nessa fase tudo cresce com mais rapidez e vigor, sendo um ótimo período para investimentos, compras, fazer exercícios físicos, tratamentos, aumentando o dinamismo no dia a dia. Boas perspectivas se abrem, mas continuam as indicações básicas de cuidado e cautela nas situações, em termos de estruturas e garantias.

No dia 19 de abril ocorre a Lua Cheia – em Libra (08:13 hs). Este é o momento do clímax deste ciclo, em que a Lua já se afastou 180º do Sol e, assim, recebe sua luz por inteiro, em sua face voltada para a Terra. Nessa fase, a Terra está entre o Sol e a Lua. Ela sobe linda e plena no horizonte, à leste, assim que o Sol se põe – é uma festa para os fotógrafos que amam a natureza, profissionais e amadores (estes, que amam ainda mais). Astrologicamente, ela representa a realização daquilo que foi plantado na Lua Nova – a semente cresceu e agora dá seus frutos. Vamos colher o que conseguimos que chegasse até aqui – aquilo, como foi dito, que contasse com algum planejamento ou base anteriores, ao preço de algum sacrifício no ímpeto. Afinal, para quem tem o olhar, o céu não nos engana com paraísos mas, ao contrário, está sempre a nos refletir as adequações para cada momento.

A Lua Cheia é sempre um ponto de transbordamento, de necessidade de extravasar emoções e energias acumuladas. Por isso, é o momento mais agitado do mês, em que as energias tendem à exteriorização. Em oposição a Urano, que está do outro lado junto ao Sol, essa Lua Cheia tende a trazer mais agitação do que o de costume, e as já clássicas e conhecidas máximas uranianas: situações inesperadas, mudanças repentinas de direção, novidades imprevistas. Portanto, aos que fazem planos para estes dias (Lua Cheia vai de 19 a 25/04), que tenham em mente também algumas possibilidades alternativas, para que não sejam pegos de surpresa. O período é alegre e favorável a todos os tipos de atividades sociais, eventos, festas, encontros, comemorações – com uma recomendação: fazer diferente. O que vai agradar e fazer sucesso será o que trouxer novidade. Mas atualmente, novidade é o que não falta!

Em 12/04/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes/)

Equinócio de Outono do Hemisfério Sul – Sol em 0° de Áries e Lua Cheia em Libra

Chegamos na metade deste ciclo atual da Lua, que se iniciou em 06/03 no signo de Peixes, no grau 15°47’. Portanto, já estamos na Lua Cheia deste ciclo, (20/03 – 22:44 hs). Sabemos que um ciclo é compreendido entre 2 encontros da Lua com o Sol, conectando e tonalizando os eventos celestes com o signo e aspectos que os astros recebem.

Este está sendo um ciclo com características muito marcantes, astronômica e astrologicamente: a Lua Nova (06/03), em Peixes, ocorreu em conjunção com Netuno, o próprio regente de Peixes, que aí está em seu domicílio – portanto, Lua, Sol e Netuno juntos. Além disso, alguns outros eventos importantes aconteceram e ainda estão acontecendo, refletindo ainda mais este signo. Em 05/03, um dia anterior à Lua Nova, que foi a última do ano astrológico, o planeta Mercúrio ficou retrógrado em Peixes, no grau 29°38’, ou seja, tomou uma direção contrária ao movimento do zodíaco. Isso é comum pois ocorre 3 vezes ao ano. Mas desta vez faltavam poucos minutos pra que ele emergisse de Peixes para Áries quando estancou e pôs-se de ré (em seu movimento aparente), permanecendo mergulhado na Água pisciana. Como disse, Peixes é um signo do elemento Água, frio e úmido, flexível e absorvente, que atua na fusão com os demais planetas, pela rendição passiva. Peixes é o último signo do zodíaco antes do início de um novo ano Astrológico (20/03), representando esta última etapa em que recebe e junta tudo que aconteceu antes, e durante todo o ano que passou, num processo de diluição e finalização. Mas a Lua Nova que iniciou este ciclo lunar provocou uma onda pisciana que vai continuar se propagando e tendo seus efeitos até após o equinócio (20/03). Com Mercúrio retrogradando até alcançar novamente Netuno pela 2ª vez, em 16° de Peixes, estaciona sobre ele para retomar o movimento direto. Isto será no dia 28/03. Até lá, o planeta da visão lógica (Mercúrio) pode ainda promover muitas confusões nas comunicações, ocasionando mal entendidos, erros de interpretação, negociações mal feitas devido à falta de informações, escândalos e fraudes. Por outro lado, Mercúrio em Peixes é uma oportunidade para agregarmos mais sensibilidade à razão e ao pensamento, em prol de uma lógica sensível, mais redonda, que estimula a imaginação e considera mais o conjunto das coisas – absorve o todo para além das partes.  Mercúrio fica em Peixes até 17/04, mas seus efeitos se estendem através deste ano devido à sua presença neste signo no momento do equinócio.

No dia 20/03 o Sol muda de signo – de Peixes para Áries – iniciando mais uma jornada anual: é o Equinócio de Outono do Hemisfério Sul, com o ingresso do Sol no signo de Áries: o Ano Novo Astrológico! O Sol, em sua jornada pela eclíptica, passou por todos os signos ultrapassando o derradeiro, Peixes. Emerge agora das águas piscianas, projetando-se pra fora através do fogo de Áries. O equinócio, como o nome já diz, é quando o Sol, em seu movimento aparente, alcança o equador celeste resultando em proporções iguais entre luz e sombra nos dois hemisférios: neste dia (20/03), a noite e o dia têm a mesma duração. E o mais importante é que o Sol marca neste dia uma mudança de estação: no hemisfério sul entra o outono, no norte a primavera. Assim, a Astrologia está sempre vinculada à natureza e, por isso, o zero grau de Áries foi denominado pelos habitantes do hemisfério norte de Ponto Vernal – ou primaveril, pois esta é a estação que para eles chega.

Áries representa o primeiro impulso, a primeira respiração. É a partir de Áries que tudo recomeça em termos individuais – e com ele, o Ano Novo Astrológico. A configuração celeste que marca este momento vai se desdobrando durante todo o ano trópico, até que o Sol volte novamente a este mesmo ponto (daqui a um ano). Daí a importância deste mapa. Horas depois da entrada do Sol em Áries, neste mesmo dia (20/03) ocorreu a Lua Cheia – no signo de Libra. Assim, o início do Ano Astrológico (18:58 hs) veio acompanhado este ano pela Lua Cheia, que ocorreu algumas horas depois (22:43 hs), indicando que  certas situações chegam ao maior ápice possível transbordando. Este evento celeste coloca um foco nos relacionamentos sociais, pela maior necessidade de abertura externa: busca de acordos, diplomacia, parcerias. Porém, os regentes do Sol e da Lua, que são Marte e Vênus, estão em aspecto tenso, refletindo um trabalho árduo, cheio de conflitos, porém necessário, em termos de abertura social.  

Há também nesta configuração do equinócio um forte destaque para o elemento Terra, com Saturno e Plutão em Capricórnio, Marte e agora também Urano em Touro, mais a Lua em Virgem. Isto coloca uma grande capacidade edificadora, favorecendo a objetividade, a construção e concretização das coisas através de uma visão prática, dando margem para reestruturação econômica, política e social.

Podemos então acionar nossos projetos, idéias, realizações pois chegamos a um tempo de ignição de um novo processo. Desejo um feliz ano novo astrológico para todos!

 

Angela Nunes

Em 21/03/2019

(por www.rioinformal.com/angela-nunes/)

Astros e Estrelas – Sol no signo de Peixes

Esta semana começou com a Lua Cheia em 19/02 no signo de Virgem. É quando a face lunar visível pra nós está totalmente iluminada, o que é chamado também de plenilúnio. Esta é a fase de clímax do ciclo lunar que se iniciou em 04/02 (Lua Nova). A magnética presença da Lua Cheia nos atrai “para fora”, estimulando a saída para o meio externo e para as atividades sociais. A Lua Cheia nos espelha toda sua luminosidade, deixando nossas noites mais claras e convidativas. É um momento que favorece o convívio com nossos pares, sendo propício para reuniões, encontros, festas, eventos, promoções etc e toda sorte de atividades em conjunto, com outras pessoas. Este clima maior de participação vai até o dia 26/02, favorecendo a vida social.  

Por outro lado, o Sol no signo de Peixes, no qual ingressou em 18/02/2019 (20:03h), faz fluir para o ambiente uma visão sensível das coisas. Peixes é um signo de Água, onde tudo se junta e dilui. Sendo o último signo do caminho zodiacal, representa um amálgama, uma visão de unificação que o caracteriza como o signo da espiritualidade. Enquanto Peixes mobiliza-se pelo todo, por um ideal, o signo oposto, Virgem – onde ocorreu a Lua Cheia – prima pelo detalhe e pela técnica. Portanto, a Lua Cheia cria um link entre esses dois pólos – duas faces de uma mesma moeda, proporcionando a oportunidade de uma aplicação mais integrada e complementar das coisas.

O planeta Marte finalmente está se afastando da conjunção explosiva com Urano, que precipitou tantos acidentes e incêndios. Mas agora, ingressando em Touro, um signo de Terra, sua ação torna-se mais comedida e cautelosa, visando ativar coisas objetivas e concretas, reforçando ainda mais os planetas que estão em Capricórnio – Saturno, Vênus e Plutão. Isto reflete um tom não apenas mais calmo, mas também mais lento, mais compassado. Ao se iniciar alguma coisa, será importante que se parta de uma base, um alicerce e controle sobre a situação, que precisa evoluir devagar, com calma e organização.

O planeta Vênus, que está em Capricórnio entre Saturno e Plutão, é o regente do signo de Touro onde se encontra Marte, criando esse elo de Terra entre os planetas. Esta posição acarreta uma limitação para a naturalidade e espontaneidade venusianas mas, por outro lado, reflete uma estabilidade e longevidade em atividades sociais, relacionamentos e investimentos. Isto vai concorrer para as iniciativas e propostas ligadas a Marte em Touro, promovendo um sentido construtivo geral e mais seguro para as situações.  

Por fim, o planeta Mercúrio já está se afastando da conjunção com Netuno, o que vai dissipando dúvidas e confusões. Continuando sua trajetória por Peixes, imprime uma grande sensibilidade às idéias e ao pensamento, sempre em busca de um ideal. Pela imensidão em que se encontra mergulhado,  Mercúrio em Peixes reflete uma mente sensível e poética, criativa, cujas idéias emanam de um verdadeiro oceano de transcendência. Porém, precisam de instrumentos concretos que viabilizem a aplicação na realidade. Os planetas que estão em signos de Terra ajudam neste sentido, pois conferem objetividade. E a fase da Lua Cheia em Virgem, que vai até o dia 26/02, também favorece neste momento.

No dia 26/02 a Lua entra no Quarto Minguante, que é a última fase do seu ciclo. É um período de finalizações, favorável para completar pendências. Não é propícia para se iniciar algo novo – aguarde até o início do próximo ciclo em 06/03. Esperamos que o carnaval deste ano (02 a 05/03), durante a fase Minguante, transcorra em um clima tranqüilo.

Em 21/02/2019

Angela Nunes

(por www.rioinformal.com/angela-nunes/)

Scroll Up